terça-feira, setembro 09, 2008

SOU UM HOMEM FELIZ

Ora viva


Sou um homem feliz! Mas confesso que, por vezes, vivo fora do mundo.

Estou de férias....e aproveito sempre para estar uns dias em casa de família. Corridas na praia, fruta do pomar, passeio com a cadela, cheiro a terra e mar, dedicação à minha mãe. Fazem ideia do bem que sabe a compota feita pela mãe, com fruta criada pela mãe? É como viver vezes sem fim o que já vivemos de modo feliz.

Há um apresentador de televisão, dos famosos, que me chama o rústico. Antes irritava-me, acreditam que agora me enche de orgulho? Sou tudo aquilo que quero e tenho tempo tempo para construir tudo o que vou ser.

Uma partilha...às vezes penso: mas haverá alguém que lê estas coisas??

até!

10 comentários:

giragirassol disse...

Claro que há....
Também me sinto uma rústica. E tenho a sorte te conhecer, conhecer esse pomar, os dias passados dessa forma e até a tua mãe (de forma rápida é certo). Sei que andamos algures na mesma sintonia de onda e saber-te por perto é assim uma felicidade parecida com cheirar terra molhada e recuar nos anos até à sala da escola primária.
Adoro-te!

Ana Cristina. disse...

Por acaso há :-)e até há quem saíba o que é esses mimos das nossas mães,dos nossos cantinhos,que são tão nossos,tempos de grande felicidade,tudo isso fica qd em crianças somos felizes,é como voltar a ser pequeno no colo da mãe,aquela que nos aquecia os pezinhos na lareira antes de nos deitarmos(muitas dessas lareiras já nem existem...)mas fica a recordação!

Daí eu achar que o nosso futuro é abençoado qd agradecemos o que temos agora!

Tudo de bom!

Ana.

sara disse...

Isso cheira-me a maturidade de quem está em paz *

Anónimo disse...

Férias,hunn :) é tudo de bom!
Se está feliz,também ficamos felizes,aproveita bem...abraços fortes.

Liliana disse...

se há coisas que nunca me habituarei é a colocar etiquetas nas pessoas... porque uma pessoa é muito mais do que um rosto, a imagem que vemos não mostra as milhares (milhões ou até mais) de decisões que teve de tomar até chegar ali, àquele ponto em que está...

"rústico"? por saber dar valor à família? àqueles momentos tão preciosos, mesmo que pequeninos, em que desfrutamos do melhor que a vida tem pra nos dar? - o amor incondicional e inigualável de uma mãe e seu filho?

"sou tudo aquilo que quero e tenho tempo tempo para construir tudo o que vou ser"...

e o que eu desejo, para si, é tempo! tempo para poder amar, sentir, viver, sorrir... para ser feliz!

sim, ainda há quem leia "estas coisas", porque felizmente ainda há quem ame os valores que aqui expressa, de uma forma tão simples e tão bonita!!

Tudo de bom para si*

Anónimo disse...

no meio da comunicação social há muita gente convencida que é mais do que os outros. mas da presunção que carregam não vem nenhuma qualidade à terra.

Carlota disse...

Oi.
Melhor que a compota feita pela mãe, só a compota feita pela avó ;) Principalmente feita por aquela avó querida que nos criou, que faz um leite creme à antiga, as filhozes e rabanadas no Natal, os pastéis de grão no Carnaval e Páscoa e que tem mesmo carinha de avó, cheia de ruguinhas, e que só dá vontade de dar carinho e beijinhos :) aí sim, é como dizes, "É como viver vezes sem fim o que já vivemos de modo feliz."
Fica bem. Beijo

PS- Sim, há pessoas que lêem essas coisas heheh

Sandra Maia disse...

Olá Hélder!
Espero que estejas bem e a aproveitar ao máximo as tuas férias :)
Eu já comecei as aulas há um mês ehehe. Os suíços são uns apressados :-D
Tive (muita) pena de este ano ter estado bem pertinho de ti, em casa da Fifas e não poder estar contigo nem assistir a um concerto dos Pólen.
Continuo a fazer tudo (com a ajuda da minha mãe) para que vocês cá venham e hei-de conseguir!
Ando a distribuir panfletos dos Pólen pelos centros portugueses e eu e a Fifas já escrevemos para ofícios de turismo :) VAMOS CONSEGUIR!
Desculpa estar a contar-te tudo isto por aqui, mas é a única maneira que tenho de comunicar contigo :(

Continua a ser como és, grande pessoa e grande profissional!

Admiro-te imenso!

Pólen sempre ;)


Beijão*
PS: No meu blog dediquei-te um post hoje :)

Fica bem*

Cidchen disse...

Oh.. claro que há pessoas que lêem o teu blog, as tuas palavras, os teus conselhos. E ninguém tem de ter vergonha por aquilo que é, ou faz. Se for algo que nós gostamos, porquê esconder?

Boas FÉRIAS (as minhas já terminaram há que tempos)!

Um beijinho grande

Cidália

Sónia disse...

Claro que sim :-)

Também sou uma rústica :)e acho que tu deves continuar a ser como és, são tão boas essas coisas caseiras, não dês ouvidos a essa gente :p

Bjs, Sónia