quinta-feira, abril 12, 2007

A DÙVIDA

Olá..obrigado pelas passagens por cá....Fui ao teatro ver Dúvida, de John Shanley com encenação de Ana Luísa Guimarães e a entrega de Eunice Muñoz e Diogo Infante.

Meu Deus...que generosidade e humildade de entrega no palco. Interpretações grandiosas e uma encenação que nos foca no essencial. É nestes momentos em que acredito numa arte congregadora de entregas e vontades de mudança, como se a vida fosse uma espécie de dádiva com as mãos cheias de felicidade.

Da Dúvida saí com uma certeza, a humildade no ser-se grande é uma virtude extraordinária. Não percam e se na vida tiverem dúvidas..agradeçam por as terem!

Abraços fortes

3 comentários:

Anónimo disse...

Não foi pela imensa humildade de Jesus que para muitas dúvidas,no seu tempo,se tornaram evidentes as clarificações mais inesperadas ?

naneia disse...

É bom ter-se dúvidas...
olhe, gostava de o convidar para uma festa em vila real, é uma festa de karaoke, num bar agradavel, e com gente muito gira. Isto porque admiro muito o seu trabalho, e principalmente a pessoa que mostra ser! Além disso também gosta de cantar, era juntar o útil ao agradavél loool
Diga kkr coisa
Abraço (",)

Anónimo disse...

no mundo frenético em que vivemos o surgimento de dúvidas é uma dádiva....obriga nos a parar para pensar na vida!algo que se faz cada vez menos acho...